Login  |   Cadastre-se   |   Fale Conosco  |   Trabalhe Conosco  |   Ajuda             Youtube  

27 de março de 2017
Carrinho Vazio
Você está em: Home >> Liturgia Diária


Compartilhe: Compartilhe no Facebook Compartilhe no Orkut Compartilhe no Twitter

Liturgia do dia 27/03/2017


Leituras
Ez 47,1-9.12
Sl 45, 2-3. 5-6. 8-9 (R. 8)
Jo 5,1-16

4ª Semana da Quaresma

Segunda-Feira

Primeira Leitura: Is 65,17-21

Assim fala o Senhor: 17 Pois, criarei novos céus e uma terra nova e não se lembrará mais do passado, nem voltará mais ao espírito. 18 Mas é uma alegria e uma jubilação para todo o sempre que eu crio, pois eis que eu crio Jerusalém para a jubilação, e seu povo para a alegria. 19 Exultarei por Jerusalém, alegrar-me-ei por meu povo. Não mais se ouvirá voz de choro nem voz de gritos. 20 Ali não haverá mais recémnascidos recém-nascidos que vivam poucos dias, nem ancião que não complete seus dias. Pois o mais jovem morrerá com a idade de cem anos, e quem não atingir cem anos será considerado amaldiçoado. 21 Edificarão casas e nelas habitarão; plantarão vinhas e comerão o seu fruto.

Salmo: Sl 29, 2.4. 5-6. 11.12a.13b (R.2a)

R. Eu vos exalto, ó Senhor, pois me livrastes!

2 Eu te exalto, Senhor, porque me ergueste e não deixaste rir meus inimigos.

4 Retiraste do abismo a minha alma reanimaste, Senhor, a minha vida, dos que descem à cova me tiraste.

5 Vós, fiéis do Senhor, salmodiai; ao seu nome, que é santo, rendei graças! 6 Dura um momento só a sua cólera, mas a sua bondade, a vida toda. Se o pranto vem à noite visitar-nos, ressurge de manhã nossa alegria.

11 Tem compaixão de mim, Senhor, escuta-me e sejas, ó meu Deus, o meu amparo!

12a Tu transformaste em festa as minhas lágrimas

13b Louvar-te-ei, Senhor, eternamente.

Evangelho: Jo 4,43-54

43 Passados os dois dias, ele saiu dali, rumo à Galileia. 44 Jesus mesmo tinha dito que nenhum profeta é honrado em sua pátria. 45 Quando chegou à Galileia os habitantes o acolheram bem: tinham visto tudo o que ele havia feito em Jerusalém, durante a festa, pois eles também tinham ido à festa. 46 Voltou, então, a Caná da Galileia, onde havia mudado a água em vinho. Achava-se ali um oficial do rei, cujo filho estava doente em Cafarnaum. 47 Ele tinha ouvido dizer que Jesus havia voltado da Judeia para a Galileia. Foi procurá-lo e suplicava-lhe que descesse e curasse seu filho que estava à morte. 48 Jesus lhe disse: “Se não virdes milagres e prodígios, não acreditareis!”. 49 O oficial do rei insistiu: “Senhor, desce antes que meu filho morra!”. 50 Jesus respondeu: “Volta para casa, teu filho vai viver”. O homem acreditou na palavra que Jesus lhe disse e partiu. 51 Já tinha chegado à descida, quando seus servidores lhe vieram ao encontro, gritando: “Teu filho vai bem!”. 52 Ele perguntou a hora em que o menino se sentira melhor e informaram-no: “Ontem, a uma da tarde, a febre o deixou”. 53 O pai verificou, então, que nessa hora é que Jesus tinha dito: “Teu filho vai viver”. Por isso ele acreditou com toda a sua família. 54 Este foi o segundo sinal que Jesus fez na volta da Judeia para a Galileia.

Leituras: Diretório da Liturgia e da Organização da Igreja no Brasil 2017 - Ano A - São Mateus, Brasília, Edições CNBB, 2016.

Citações bíblicas: Bíblia Mensagem de Deus, São Paulo, Edições Loyola e Editora Santuário, 2016.

Boa Nova para cada dia

O homem acreditou na palavra de Jesus e foi embora (Jo 4,50b).

Um funcionário real foi procurar Jesus e Lhe pedir a cura de seu filho, que estava para morrer.

Jesus o ouviu e comentou: “Se não virdes sinais e prodígios não acreditais” (Jo 4,48).

Mesmo assim Jesus atenderá ao pedido daquele funcionário real para que ele creia com toda a sua família. Assim Jesus terá conquistado mais um judeu para seu anúncio do Reino de Deus.

Jesus lhe respondeu: “Podes ir, teu filho está vivo”. (Jo 4,50b). E São João acrescenta: “O homem acreditou na palavra de Jesus e foi embora”. (Jo 4,50c).

O milagre acontece. A maravilha, porém está na sua constatação pelo funcionário real: seu filho fora curado no momento em que Jesus lhe dissera: “Podes ir, teu filho está vivo”. Admirado com o poder de Jesus, aquele homem abraçou a fé, juntamente com toda a sua família. (Jo 4,53b).

Não sabemos o resto da estória. Aquele homem terá se transformado num defensor de Jesus contra seus inimigos, pois terminara onde Jesus esperava: acreditou em Sua palavra.

Consideremos as palavras que Jesus nos diz inúmeras vezes através de seu Evangelho.

Consideremos também o modo como reagimos a Suas palavras.

Veremos que a algumas respondemos com fé. A outras, nem tanto.

Se percebermos em nós resistências ao que Jesus nos diz, façamos a comparação entre nós e aquele funcionário real. Ele acreditou em Jesus imediatamente, sem pedir explicações nem impor exigências. Somos como ele? É certo que muitas vezes nos abandonamos às palavras de Jesus. Mas se alguma vez falhamos neste ponto, agora é o momento para nos arrependermos. Façamos isto com uma boa confissão de nossos pecados neste tempo de Quaresma.

Autor: Pe. Valdir Marques, SJ, Doutor em Teologia Bíblica pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma.





Preencha seus dados abaixo e receba as novidades da Loyola.
Nome:
E-mail:
  
Sobre a Edições Loyola | Serviços Gráficos | Fale Conosco | Distribuidores e representantes | Revista Mensageiro | Liturgia Diária | Eventos | Política de Vendas | Política de Privacidade

Rua: Mil Oitocentos e Vinte e Dois, 341 - Ipiranga
CEP: 04216-000 - São Paulo - SP
Tel.: 11 3385-8500 | 2063-4275 | 3385-8501
Formas de Pagamento
Acompanhe
Youtube  
Certificados
© 2011 Edições Loyola . Todos os direitos reservados
Visualize este site com resolução mínima de 1024 x 768
DesignbyC10